Sinpro Campos e São João da Barra colocou faixas na cidade, convocando para assembleia

 

O Sinpro Campos e São João da Barra realizou assembleia nessa quinta, dia 10. A categoria deliberou que o reajuste oferecido pelo Sinepe de 4% não contempla os professores e professoras das escolas particulares da região. A assembleia deu autonomia à diretoria do Sindicato dos Professores para apresentar outra proposta ao sindicato patronal.

“Estamos aguardando o posicionamento  do Sinpro Norte e Noroeste Fluminense e do Sinpro Macaé para realizarmos uma ação conjunta e resolver essa negociação. Enquanto isso não ocorre, o Sinpro Campos tem garantidas a data base e as cláusulas, uma vez que a ata do Sinepe foi registrada no cartório e a legislação nos garante esse direito retroativo, enquanto estivermos em negociação” – disse a presidenta do Sinpro Campos, professora Vera Felix.

Vera também afirmou: “Confio no bom senso da diretoria  do Sinepe em podermos resolver rapidamente essa negociação”.

O Sinpro Campos também lembra que as mensalidades dos colégios tiveram um reajuste de 10%.