DO SITE DO JORNAL GGN:

Em meio à crise econômica e alta no desemprego, o governo Michel Temer decidiu expulsar, apenas no mês de julho, 543 mil famílias do programa de transferência condicional de renda, Bolsa Família.

A reportagem do UOL ouviu beneficiários que foram suspensos sem nenhuma justificativa, e afirmou que, procurador, o Ministério do Desenvolvimento Social também não quis explicar o motivo de tantos cortes em apenas um mês.

Em nota, o MDS disse apenas que a culpa da crise econômica e do descontrole do Bolsa Família é do governo Dilma Rousseff.

A presidente deposta, por sua vez, denunciou que a medida adotada por Temer é esdrúxula porque não gera economia significativa para a União (o saldo seria inferior a R$ 100 milhões). Além disso, a petista apontou que esse valor é pífio perto dos bilhões que Temer despendeu comprando deputados para se livrar da denúncia por corrupção passiva.

Leia a matéria completa aqui