Carta do Sinpro Petrópolis e Região informa que o sindicato apóia a greve geral de 28/04 contra as reformas de temer

O presidente do Sindicato de Professores de Petrópolis e Região (Sinpro Petrópolis), Luiz Frederico Marmo Fadini, enviou carta às direções dos estabelecimentos de ensino privado daquele município, informando que os professores irão paralisar as atividades, por 24 horas, no dia 28 de abril, em adesão à greve geral convocada por todas as centrais sindicais contra as reformas da Previdência e Trabalhista.

A carta informa que o Sinpro Petrópolis apóia a paralisação e também foi enviada às escolas dos municípios que fazem parte da base territorial do sindicato: Três Rios, Vassouras, Paraíba do Sul, São José do Vale do Rio Preto, Areal, Sapucaia, Comendador Levy Gasparian e Engenheiro Paulo de Frontein.

Segundo o diretor do Sindicato e diretor da Feteerj, Luiz Grossi, a mobilização na região está “excelente”. Ele acredita que o índice de paralisação da categoria no dia 28 será mais alto do que aquele do dia 15/03.

A carta pode ser lida abaixo:

 

Sinpro Petrópolis enviou carta às escolas informando sobre a greve geral de 28/04